Lançado chamamento para Programa de Apoio à Fixação de Jovens Doutores no Brasil

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), lançou nesta terça, 10, chamamento para o Programa de Apoio à Fixação de Jovens Doutores no Brasil.

Anunciado na última quinta-feira pelo CNPq e MCTI, o Chamamento prevê um investimento total de R$ 150 milhões para as Fundações de Amparo à Pesquisa dos estados que aderirem ao programa, cujo objetivo principal é criar condições favoráveis para que jovens doutores possam prosseguir com suas atividades de pesquisa junto a grupos e redes no país.

O Programa visa, ainda, contribuir para a retenção de jovens doutores em Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTs) e empresas, em áreas consideradas de vanguarda científico-tecnológica e/ou em temas estratégicos para as regiões e para o país.  Além disso, Estimular a realização de ações comuns e complementares entre o CNPq e o CONFAP, por meio das Fundações de Amparo à Pesquisa – FAPs, impulsionando a utilização de recursos de forma descentralizada e flexível para o fortalecimento e a expansão dos grupos de pesquisa das várias unidades federativas do País.

Ao todo, serão R$ 100 milhões de recursos do Governo Federal e outros R$ 50 milhões das Fundações de Amparo à Pesquisa dos estados. A previsão é conceder mil bolsas para todas as áreas do conhecimento para financiamento no prazo de 24 meses.

O Chamamento selecionará propostas de Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) para a implementação do Programa e identificará o aporte de contrapartida a ser alocado por cada participante. Cada FAP fica responsável pelo lançamento de uma Chamada ou Edital Público para a seleção de projetos de pesquisa por meio da concessão de bolsas e auxílios para jovens doutores em todas as áreas do conhecimento.

O objetivo do Chamamento é dar transparência aos aportes realizados pelas FAPs na execução descentralizada do Programa e permitir a ampliação e fortalecimento do escopo da ação seja pelos recursos adicionais para o fomento das pesquisas, seja pela capilaridade e regionalidade que a colaboração com os estados possibilita.

O prazo de submissão é até 25 de maio. 

Acesse aqui o Chamamento na íntegra.

Fonte: CNPq

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*